Relato de Parto Natural na Casa de Parto de São Sebastião - Nayara e Céu (pela Doula Adele)

Nayara, à espera de Céu | Imagens: Vinícius Machado

Conheci Nayara no Grupo de Gestantes do DCE-UNICEUB, quando ela estava com 36 semanas de gestação. Ela veio falar comigo ao final do encontro e me contou que desejava muito ter um Parto Natural Humanizado, de preferência na Casa de Parto de São Sebastião. Conversamos nesse dia, e combinamos que eu a acompanharia em seu parto. Ao longo das semanas seguintes, nos falamos pela internet e pelo telefone, mas não nos encontramos. Mesmo assim, eu sentia uma conexão muito forte com ela, e pensava nela e em sua bebê, a Céu, em vários momentos todos os dias. 

No dia 28/10, uma semana após a DPP de Nayara, por volta das 11h30 da manhã, comecei a procurar meu celular dentro da minha bolsa para ligar para ela. Encontre-o sem bateria e arrepiei. Corri para conectá-lo ao carregador e logo apareceu uma mensagem dela, recebida exatamente um minuto antes. "Acho que tô entrando em trabalho de parto desde 1h da manhã... Contrações deitada, cólicas insuportáveis que vem e passam e se intensificam... Cochilo e acordo o tempo todo."

Perguntas Frequentes Sobre a Casa de Parto de São Sebastião

Imagens: Arquivo pessoal.

A Casa de Parto de São Sebastião é uma excelente opção para as gestantes de baixo risco do Distrito Federal, que desejam um parto Humanizado pelo SUS. Cada vez mais mulheres demonstram interesse em conhecer a Casa de Parto e tenho recebido muitos E-mails com perguntas, as quais tentarei responder neste post.
Espero que gostem!

Caso Adelir: O Supra-Sumo da Violência Obstétrica


O caso Adelir chocou o país. A história da gestante que foi abordada em casa de madrugada por policiais armados, munidos de um mandato judicial, e levada à força para fazer uma cirurgia cesariana em Torres - RS correu as redes sociais feito pólvora desde o dia 01/04/2014, e gerou discussões acaloradas sobre a legitimidade de tal ato de controle da medicina e do Estado sobre o corpo feminino. Neste post, trago para vocês o que pude acompanhar do caso até agora, e algumas considerações pessoais sobre o ocorrido.

Reportagem: Indenização por Violência Obstétrica - Caso de Alyne Pimentel (com Participação de Adele Doula!)


Uma mãe que perdeu a filha e a neta em um hospital público por falta de atendimento vai receber indenização do governo federal. A condenação foi determinada por uma Corte internacional.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

ATENÇÃO!

ATENÇÃO!